Dicas de fotografia: como usar melhor o tripé

Se você gosta de fotografia e está pensando em tornar o seu hobby em um negócio rentável, você vai precisar de um equipamento básico que o ajude a melhorar a qualidade de suas imagens.

Por essa razão, o tripé pode ser considerado um item indispensável dentre os equipamentos de um fotógrafo profissional.

Existem vários modelos de tripés, porém, o que muitos fotógrafos iniciantes ainda não sabem é que há maneiras de aproveitar tudo o que o equipamento pode fazer para o resultado de seu trabalho.

Por isso, resolvemos listar algumas dicas valiosas que vão contribuir para realizar um ótimo trabalho e aumentar sua carteira de clientes!

Confira abaixo!

  1. O seu tripé deve suportar o peso do seu equipamento

Quando você for comprar o seu tripé, procure se informar sobre o peso máximo que a cabeça dele pode suportar.

Isso porque algumas lentes chegam a ter o mesmo peso da câmera e, ao combinar câmera e lente, a cabeça do tripé pode não suportar e a câmera não ficará completamente travada sobre o tripé.

Dessa forma, ela poderá se mover facilmente e resultar em imagens borradas e/ou tremidas. Além disso, sua câmera poderá sofrer uma queda e até quebrar.

Fique atento.

  1. Observe o local onde monta o tripé

Dependendo da locação do trabalho, você precisará montar o seu equipamento em um local de grande circulação de pessoas e isso pode ser perigoso.

Deixar as pernas do tripé estendidas em locais de grande movimentação pode resultar em pessoas tropeçando no seu equipamento. Elas poderão se machucar ou até derrubar sua câmera, causando-lhe um prejuízo grande.

Procure sempre montar seu equipamento em um local mais calmo, mas, se isso não for possível, fique atento com a circulação das pessoas ao redor do seu equipamento.

  1. Nunca transporte seu tripé com a câmera montada sobre ele

Parece uma dica óbvia, mas muitos fotógrafos inexperientes fazem isso. A câmera pode se soltar do tripé e sofrer uma queda, se quebrando.

Além disso, ficando desprotegida, ela poderá passar por batidas, trancos e outras situações que poderão danificar não só a câmera como as lentes.

Sendo assim, para preservar as condições ideais de seu equipamento, sempre desmonte a câmera e a guarde em um case próprio.

  1. Quando estiver usando o tripé, desligue a função “Redução de Vibração” de sua câmera.

Essa função também é conhecida como Modo de Compensação de Vibração ou Estabilização de Imagem.

Quando essa função está ativada, a parte interna da lente pode se mover ao capturar a imagem. Isso fará com que sua fotografia fique borrada, mesmo que ela esteja perfeitamente estabilizada e travada sobre o tripé.

  1. Sempre monte o tripé em superfícies bastante estáveis.

A superfície em que o tripé estiver montado exerce uma grande influência no resultado da imagem.

Um exemplo é quando você for fazer um trabalho em uma praia e montar o seu tripé na areia. Como a superfície não é estável, o tripé poderá afundar ou se mover e o resultado será uma imagem tremida e fora de foco.

 

Gostou de nossas dicas? Agora é mãos à obra! Boa sorte!