Mercado de vídeo online deve faturar mais de US$ 20 bi em 2015

As receitas globais de vídeo over-the-top (OTT), ou, vídeo via internet, tiveram um crescimento anual de 60% em 2012, e somaram mais de US$ 8 bilhões, segundo a ABI Research.

A expectativa é que serviços como Netflix, Hulu e Netmovies ultrapassem US$ 20 bilhões em 2015, e que as assinaturas deixem de ser as responsáveis pela receita das companhias. A empresa prevê que, a partir de 2018, 68% do faturamento dos serviços virão do aluguel pontual de conteúdos.

Nas regiões da América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico – os três maiores mercados para vídeo OTT– o crescimento da receita no ano passado ultrapassou os 50%. Mas os modelos de negócios variam. Na América do Norte, por exemplo, a assinatura é a mais popular. Em 2012, cerca de 58% das receitas de vídeo OTT vieram de inscrição mensal.

O diretor da ABI, Sam Rosen, avalia que o setor de TV por assinatura ainda tem grande força e valor, mas ressalta que os fatores que impulsionarão uma mudança na forma de o usuário consumir conteúdos já estão claros.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/mercado-de-video-via-internet-deve-faturar-mais-de-us-20-bi-em-2015/33809