Fotografia

A fotografia de arquitetura está entre os trabalhos mais interessantes feitos pelos fotógrafos. Não por acaso, em quase todo arquiteto ou estudante da profissão existe um ser interessado em se aprofundar na arte de fazer belas imagens. Pode-se dizer que a arquitetura e a fotografia são praticamente aliadas, afinal, uma certamente ajuda a outra.

Como fotografar elementos arquitetônicos não é tão simples quanto parece e demanda um certo conhecimento, selecionamos cinco dicas essenciais para fazer ótimos cliques de prédios, casas, museus, janelas, paredes, entre vários outros detalhes. Confira!

Iluminação é fundamental

Nem sempre a iluminação natural é suficiente e, por isso, o fotógrafo pode precisar recorrer ao uso do flash. Quando estiver fazendo imagens de um ambiente interno, procure acender todas as luzes. Já se for dia e estiver sol, aproveite-o para compor a imagem, uma vez que o efeito deixa o retrato belíssimo.

Invista na profundidade de campo

Para produzir imagens com várias camadas ou imagens chapadas, que causam diversas sensações, aposte na profundidade de campo. Um exemplo é usar a luz externa atravessando a janela e entrando no ambiente, trazendo um certo conforto para a foto. Se o mesmo retrato for feito sem a luz, a percepção será de solidão e vazio. Incrível, não?

Prefira o “live view”

O live view refere-se à visualização do que se passa em tempo real através do monitor de cristal líquido. Para a fotografia de arquitetura, esse modo é recomendado, pois muitas vezes a câmera está em um ângulo ou posição que não possibilita o fotógrafo olhar no view finder (visor óptico). Além disso, o live view permite ter uma ideia melhor da composição final.

Quanto ao uso das lentes

Quem fotografa elementos arquitetônicos deve preferir lentes grandes angulares, isso porque elas permitem fazer imagens em ambientes apertados, onde não é possível tomar uma certa distância a fim de mostrar o conjunto todo da cena.

As lentes grandes angulares também ajudam a passar a sensação de um ambiente maior, o que é ótimo para a maioria dos arquitetos. Se não tiver uma lente desse tipo, invista em fotos panorâmicas, que produzem um efeito semelhante.

Use um tripé

O tripé é um dos componentes que não podem faltar na fotografia de arquitetura. Ele não somente estabiliza a câmera, mas ajuda o fotógrafo a encontrar o melhor ângulo, fixar a composição e permite o uso de velocidades mais lentas no diafragma (o que permite usar a luz natural e ter uma boa profundidade de campo).