O que todo fotógrafo precisa saber sobre: filtro polarizadorA tecnologia veio para ajudar os fotógrafos e extinguir alguns equipamentos, como os filtros. Eles são lâminas de vidro que podem ser quadrados ou redondos e que criam efeitos nas fotos. Eles foram substituídos pelos programas de tratamento de imagem (o mais famoso, o Photoshop) que geram o mesmo resultado no pós-tratamento. Mas ainda há alguns equipamentos que se mantém firmes – que nem o Photoshop conseguiu alcançar. Entre eles está o filtro polarizador.

A diferença desse para os demais filtros é que ele reduz o reflexo das suas fotos, intensifica o contraste e realça certas cores.

E o que isso significa exatamente?

Os programas de tratamento fazem verdadeiros milagres nas imagens, com um porém: ele só pode mexer no que foi captado pela câmera. Luzes e efeitos extras podem ser adicionados apenas no que foi registrado na fotografia.

Os filtros mais comuns que podem ser acoplados nas DSRLs e nas câmeras digitais é o Circular Polarizer Lens Filter, ou CPL para os íntimos. Ela possui rosca de fixação e possui ângulos ajustáveis. São excelentes, principalmente, para aqueles que desejam fotografar ambientes externos – praias, animais, matas, etc. –, porque realçam as cores vivas, como o céu, as folhas.

Se você possui câmeras digitais mais antigas, não se desespere: pesquisando em lojas de fotografia você poderá encontrar tubos e anéis adaptadores para usar filtros polarizadores de menor diâmetro, como 37mm, por exemplo.

Há até filtros para câmeras de celular. O Iphone já possui um suporte com filtro como um dos vários acessórios, comercializado pela Gizmon.

Como a experimentação faz parte da fotografia, não perca tempo: vá logo atrás do filtro polarizador e dos demais filtros do mercado e brinque com as imagens. Será mais divertido do que ficar sentado no seu computador editando fotos em programas.