Pixel Art

Todo fotógrafo profissional que gosta de tirar fotos artísticas acaba desenvolvendo um estilo próprio ou, pelo menos, um estilo que acaba adotando em boa parte de seu portfólio. A escolha por um estilo faz parte de criar uma identidade.

A pixel art se trata de uma maneira de fazer imagens digitais onde o resultado fica “pixalizado”. O efeito é de algo “tecnológico” e pode ser associado a qualquer tema que envolva computadores e itens similares. Ela pode ser feita totalmente digitalizada ou na base de uma fotografia já existente através de um programa de edição de imagens.

A influência da pixel art

Pixel Art

A pixel art está mais presente no nosso dia a dia do que imaginamos. Os traços mais simples de várias imagens, dando origem aos “memes” das redes sociais”, circulam à nossa frente nas telas de computador, tablets e smatphones todos os dias. Essa simplicidade conquistou uma grande parcela dos jovens rendendo além de risadas, diversos produtos estilizados.

Pode-se dizer que a familiaridade com a tecnologia seja o principal motivo para a modalidade estar tão popular. Você imagina pessoas apreciando esta forma de arte há pouco mais de 10 anos? Nosso grau de proximidade com aquilo que é digital, ou seja, ver a vida não apenas através de sua retina, mas através de pixels, tem feito com que seja normal estar inserido nesse meio através das imagens “quadriculadas”, na forma mais básica de sua composição.

Fazendo a pixel art hoje

Pixel Art

Pode ser muito simples realizar uma boa imagem em pixel art. Ao invés de uma boa câmera fotográfica ou um fundo de estúdio fotográfico, o que fará total diferença na qualidade da imagem é a utilização de algo digital. Porém, para ser ainda mais criativo e quebrar barreiras, você pode recriar o pixel art através do mundo “real”.

Criar cenas ou cenários “quadriculados”, como se tudo estivesse pixelizado, é uma maneira de reinventar a antiga técnica. A partir dessa ideia, você pode também recriar novas formas de fotografar seguindo o estilo.